18 de dezembro de 2014

Chimarrão

O chimarrão, em mim, faz efeito contrário. Era para eu ficar acordada, mas a bebida me acalanta o sono. Sono gostoso. Desses que da prazer em dormir. Não o da obrigação, porque tem que estar acordada no dia seguinte para os compromissos da vida. Acho que me acalanta tanto porque me faz lembrar ele. Faz-me recordar dos seus abraços protetores quando íamos dormir. Dos beijos doces que me dava até pegarmos no sono. O sono mais tranquilo e gostoso porque era ao lado dele.


A verdade é que o chimarrão me acalma, traz-me a memória afetiva que gosto de ter. E como ele, agora, só está na memória, o sono vem para ver se faz sonho. 

Nenhum comentário: