20 de junho de 2011

Diálogo de 12 de junho

– Mas talvez essas pessoas não sejam tão ruins quanto parecem ser. Elas namoram com outras, só comigo que não.
(Risos)
– É que na verdade encaixar com uma pessoa é muito difícil. Caso contrário estaríamos sempre namorando. É porque não encontramos A pessoa que continuamos solteiros.
– É verdade.
– Fora esses caras que namoram só pra dizer que estão com alguém. Nem gostam da pessoa, mas também não conseguem ficar sozinhos.
– Tenho uma amiga que é assim. Cada dia com um namorado diferente, e não se sente química alguma entre eles...
– O complicado é que não se encontra mais pessoas pra namorar hoje em dia. Menos ainda aqui.
– Eu achava que tinha um problema de estado, que no ES nunca iria encontrar uma pessoa interessante. Mas hoje vejo que isso é em qualquer lugar.
– Mas você ta sempre ficando com alguém, não é?
– Sim, e às vezes com a intenção de algo mais, mas eles me deixam e namoram com outra pessoa...
– Mas será que você iria querer namorar com quem você fica?
– Sei lá, queria só uma pessoa pra ocupar os domingos vazios.
– Mas esse tipo de relacionamento não existe.
– Como assim não?
– Porque vai chegar um momento que uma parte não vai se preocupar só com os domingos. Alguém, ou o casal, vai querer se encontrar nos outros dias da semana. E aí começarão as cobranças. Namoro é sempre assim.
– É verdade... Então não sei o que quero. Antes queria só uma pessoa fixa pra transar. Hoje quero afeto mútuo também.
– É o que todo mundo quer, mas não sempre, e por isso não estamos juntos sempre.
– Queria ser mais moderna, mas às vezes me vejo muito careta.
– Como assim?
– Queria ter vários homens, mas não gostaria que o cara que está comigo tivesse várias mulheres. No entanto só ocorre o contrário: fico com um cara só, que está comigo e com outra ou outras.
– Seria perfeito todo mundo com todo mundo.
– Mas não é todo mundo que aceita isso. Eu não aceito.
– É uma pena, né? (Risos).
– A verdade é que estamos todos sempre à procura. Mesmo quando já encontramos.
– Não entendi.
– Estamos todos procurando alguém, sempre! Encontramos uma pessoa bacana e ficamos com ela, mas não vamos deixar de ficar com outras porque encontramos uma que já nos satisfaz.
– É verdade, porque o sexo casual faz isso. Nos deixa com vontade de fazer cada vez mais sexo casual, sempre com pessoas diferentes.
– Somos assim com tudo, e com as pessoas também. Trocamos de carro, celular, computador, todos em perfeito estado de funcionamento, atendendo às nossas necessidades e, de certa forma, ainda novos. Mas fazemos isso porque um lançamento acaba de chegar no mercado.
– Descartamos tudo com tanta banalização, não é? Até mesmos as pessoas.
– Falando assim parece cruel, mas é tão verdade.
(Silêncio)
– Aí, já mostrei minha nova música?